Recuperando dos excessos das festas

 width=

 

Recuperando dos excessos das festas

A capacidade que temos para resistir ou não aos excessos da época, depende do trabalho que fazemos ao longo do ano com o nosso próprio corpo e mente. Quando temos comportamentos saudáveis enraizados é mais fácil resistir ao exagero alimentar. Na maioria das vezes sabemos que é provável desviarmo-nos um pouco dos nossos hábitos, nem que seja apenas na Ceia de Natal e na Noite de Passagem de Ano. No entanto, se estamos em casa é fundamental fazer as nossas refeições ajustadas aos nossos novos hábitos. Trocar ingredientes pelas versões mais saudáveis é fácil e reduz substancialmente os riscos de uma má alimentação. Troque o açúcar por Eritritol ou açúcar de coco, as farinhas por farinhas de oleaginosas (amêndoa, noz), de coco, linhaça, alfarroba. Deve também eliminar as gorduras hidrogenadas como as margarinas e usar exclusivamente manteiga, azeite e gordura de coco. Todas estas sugestões para a substituição dos ingredientes que usávamos nas receitas de toda a vida, pelas versões mais saudáveis, apresento-lhe na tabela de substituição no fim deste texto.

 

Exagerei um pouco e agora, o que fazer?

Se sente que exagerou, se sente a barriga inchada, dorme mal ou sente falta de energia, engordou um pouco, então está na altura de fazer um reset rápido.

 

Siga estes 5 passos em apenas 3 dias.

 

  1. Alimentação:
  • Durante 3 dias coma apenas os alimentos constantes da lista de compras que anexo.
  • Não pode comer lácteos (leite, iogurtes e queijo) bem como carne vermelha e elimine totalmente o glúten e outros cereais.
  • Opte como fonte de proteína por cogumelos (reishi, shitake, maitake), preparados de proteína vegetal (proteína de cânhamo, de amêndoa, de ervilha) e ovos biológicos.
  • Faça um jejum de pelo menos 16 h diárias, por exemplo janta às 20h e toma um pequeno-almoço ou brunch às 12h do dia seguinte. Neste período pode beber água e chás.
  • Os vegetais são o ingrediente principal do seu prato. Introduza na mesma refeição as versões de hortícolas cruas e cozinhados a vapor ou levemente salteados. Coma a fruta (máximo 1 a 2/dia) de preferência à tarde, sementes variadas ou até mesmo germinadas.
  • Use as seguintes gorduras: azeite, óleo de coco, sementes, abacate, frutos secos, ovos.
  • Caldo depurativo e Batido desintoxicante – Subsitua uma das refeições do dia por um caldo depurativo à base de alho francês, cebola roxa, aipo e gengibre. Estes alimentos para além de ação diurética também têm ação desintoxicante do nosso corpo. Pode fazer um batido altamente rico em fitonutrientes ao Pequeno-almoço.

 

  1. Água

Beba entre 1,5 a 2L líquidos não açucarados/dia, entre água simples e/ou naturalmente aromatizada, chá e tisanas, caldos.

 

  1. Suplementos

Durante estes 3 dias beba água do mar purificada (à venda em lojas de produtos naturais), para repor eletrólitos, todos os minerais. https://farmabiologica.pt/index.php?route=product/product&path=71_131&product_id=30149.

Use também um suplemento detox hepático com cardo mariano, alcachofra, desmodium, boldo. https://farmabiologica.pt/index.php?route=product/product&product_id=30156&search=ergyepur

A limpeza intestinal também é importante, para isso pode recorrer ao tomilho, malva e gengibre.

https://farmabiologica.pt/index.php?route=product/product&product_id=30167&search=ergypar

 

  1. Enemas de café

Os enemas ou clisteres constituem uma técnica que se utiliza para lavagem da parte final do intestino com o objetivo de melhorar a sua saúde e desintoxicar o corpo. Com este procedimento é possível limpar a porção final do intestino grosso e reto, bem como eliminar resíduos que circulem no nosso sangue. Para o caso deve feito com água destilada ou purificada e café biológico, nunca ultrapassando cerca de um litro de volume de aplicação, a 38° C. Se possível mantenha este conteúdo no intestino cerca de 5 minutos.

 

  1. Exercício

Mantenha ou aproveite para iniciar um estilo de vida mais ativo. Neste 3 dias faça alguma atividade que o obrigue a transpirar. Pode fazer apenas 15 a 20 minutos de caminhada/ corrida. Se não puder sair de casa faça exercício de tonificação muscular optando por varias repetições.

 

Siga como exemplo de dia alimentar:

  Orientação Alimentar
Pequeno-Almoço Batido: 30g de frutos vermelhos + 150 ml de água + 1 flor de brócolo cru + 1 c. sopa rasa de óleo de coco + 1 c. chá de linhaça moída + 1 c. sobremesa de clorela ou espirulina + coentros e limão

Opcional: canela, aipo, açafrão, salsa, manjericão q.b.

Triture tudo e beba de seguida.

Snack da Manhã 1 mão de amêndoas
Almoço Tortilha de 2 ovos com legumes a gosto crus e grelhados ou salteados de legumes com cogumelos
Snack de Tarde Caldo depurativo: 1 alho francês cortado + ½ cebola roxa + 4 ramas de aipo + 1 c. sobremesa de gengibre fresco ralado + água q.b. – ferver tudo e beber apenas o líquido
Jantar Esparguete de courgette com molho pesto caseiro (azeite, pinhões e manjericão) e salada e/ou Sopa de legumes
Ceia Chá de ervas calmantes como valeriana


LISTA DE COMPRAS

  • Suplementos alimentares:
    • Concentrado de água do mar, para repor eletrólitos e sais minerais;
    • Fitoterapia contra parasitas intestinais.
    • Saco para enemas
    • Água destilada
  • Alimentação (de preferência produtos biológicos):
    • Vegetais frescos biológicos e de época – dê preferência às brássicas;
    • Frutas e bagas: frutos silvestres, romã, limão, abacate;
    • Gorduras boas: azeite extra-virgem, óleo de coco;
    • Sementes (sementes de cânhamo, linhaça, chia, sésamo, papoila);
    • Oleaginosas: macadâmias, castanha do Brasil, amêndoas, nozes, pinhão de cedro e avelã entre outras, exceto caju, amendoim e pistachio);
    • Café biológico: para enemas e para beber (1 a 2/dia – máximo);
    • Bebidas vegetais como alternativa ao leite de vaca – bebida de amêndoa, de coco, de quinoa, de cânhamo, de avelã entre outras;
    • Chá verde, boldo, alcachofra, alecrim, cardo mariano, cidreira, valeriana;
    • Sal Guérande, dos himalaias ou flor de sal;
    • Algas;
    • Proteína vegetal – proteína de cânhamo, por exemplo;
    • Água com pH próximo de 7 (de preferência purificada).

 

  • Pode enriquecer as suas refeições com:
    • Curcuma com pimenta preta, na proporção de 20:1;
    • Gengibre fresco ou em pó;
    • Orégãos;
  • Erva de cevada ou moringa em pó – forte poder alcalinizante;
  • Espirulina e clorela – forte poder detox;
  • Triphala;
  • Canela;

Depois deste RESET rápido verificará que se sentirá melhor, com mais energia e purificado.

Talvez seja uma boa altura para pensar em mudar alguns comportamentos.~

Venha ter connosco, nós ajudamo-lo a ganhar saúde!

Conte sempre com a ajuda de toda a equipa das Clinicas Viver! Boas Festas!

 

SE COME SUBSTITUA POR:
Açúcar refinado – elevado índice glicémico Eritritol, Stevia, Açúcar mascavado ( igual quantidade do que o açúcar branco) , de coco ( igual quantidade de açúcar branco), Stevia, cenoura, xarope de Acer ( metade da quantidade do açúcar branco),  néctar de agave, geleia de arroz.
Água Filtrada ou engarrafada. Atenção às garrafas de plástico, se aquecidas pelo sol pode haver formação de Ftalatos. Optar por ph mais alcalinos. Água  filtrada  neutra/ alcalina, ionizada e antioxidante.
Aperitivos Frutos e sementes – secos,  sem sal, sem açúcar e sem mel e não fritos.
Álcool 1 copo vinho tinto mulheres, 2 para homens e às refeições.
Arroz branco Integral , basmati , tailandês , selvagem ou outros cereais alternativos como millet, quinoa, amaranto.
Batatas ou puré só de batata Leguminosas (lentilhas, feijão, grão), inhame, batata-doce, couve flor ou courgette.( ver receitas)
Molho bechamel ou Molho branco Molho amarelo ( preparar da maneira tradicional substituindo os ingredientes, optar por: bebida vegetal, farinhas de leguminosas ou integrais sem glúten), flor de sal e gorduras permitidas. *Molho amarelo ( preparar da maneira tradicional substituindo os ingredientes, optar por: bebida vegetal, farinhas de leguminosas ou integrais sem glúten), flor de sal e gorduras permitidas. *
Bolos de confeitaria e bolachas Bolachas e bolos caseiros , feitos por si. Barritas, frutos secos. *
Carne Carnes de origem Biológica e de animais cuja alimentação seja rica em ómega 3
Cereais, arroz trufado, cereais das crianças, branqueados ou adoçados Muesli ou Granola caseiros, quinoa com frutos secos
Chantilly Creme de coco batido com açúcar de coco. Natas de coco. Biomassa de banana
Chocolate Cacau puro BIO
Doces e geleias industriais Doces caseiros sem adição de açúcares ou com substitutos do açúcar, como o eritritol, xarope de agave ou geleia de arroz, açucar de coco ou apenas com gelificantes como o ágar-ágar ou chia
Farinha para panar Para panar use farinha de amêndoa, linhaça, sésamo. Pode fritar em óleo de coco ou panar no forno.
Óleos Azeite extra virgem 1ª pressão a frio , óleo de cártamo, oleo de camelina, óleo de coco, manteiga Ghee. Oleo de Macadamia, óleo de sesamo tostado.
Líquidos utilizados para elaboração de bolos ( azeite, manteigas e margarinas derretidas, leite) Azeite, água purificada alcalina, bebidas vegetais, oleo coco, leite de coco ( manteiga, creme, leite), legumes doces e húmidos (beterraba, abobora, batata doce, cenoura, abacate), manteiga de cacau ( para bolos)
Margarinas Azeite, Óleo de Camelina , Óleo de coco, manteiga Ghee.
Gorduras artificiais solidas Azeite, manteiga Ghee, óleo de coco, óleo de camelina, óleo de cártamo, manteiga de cacau ( para bolos)
Leite Bebida de quinoa, bebida de aveia, de arroz, de coco, amêndoa, avelã, pistacho e outras bebidas vegetais BIO sem açúcar adicionado como ingrediente.
Refrigerantes Bebidas de fruta natural, chás , água com limão e gengibre, hortelã, frutos vermelhos entre outros, Chá verde.
Leite condensado Biomassa de banana verde
Farinhas refinadas brancas farinha integral com baixo índice glicémico. Farinha de aveia, alfarroba. Farinhas sem glúten  ( ver lista em anexos)                                 Cuscus de milho, arroz ou de mandioca
• Trigo sacarreno ou trigo mourisco                                                                                                                         Farinha de aveia sem Glúten – substituir aproximadamente 1/4 do peso da farinha de trigo
• Arroz (exemplo: farinha de arroz)  – substituir aproximadamente 1/3 a 1/2 do peso da farinha de trigo.
• Milho (amido e farinha de milho)
• Mandioca – substituir igual peso da farinha de trigo
• Millet ou milho painço
• Quinoa ( grão, floco e farinha )
• Farinha de Alfarroba
• Amaranto
• Sorgo
• Farinha de Araruta ou polvilho doce – Substituir o meso peso de farinha de milho e 1/3 do peso da farinha de trigo
• Farinha de leguminosas (exemplo: soja, grão-de-bico, lentilhas, feijão)
• Farinha de coco – substituir 1/4 do peso da farinha de trigo
• Farinha de amêndoa – substituir por igual peso da farinha de trigo
• Farinha de castanha
• Farinha de noz                                                                                                                                                                                   : :. Fécula de batata – substituir aproximadamente 1/3 a 1/2 do peso de farinha de trigo
Sal Flor de sal, sal rosa dos Himalaias Bio, sal Guerande, ervas aromáticas frescas ou desidratadas (hortelã, salsa, coentros, tomilho,  alecrim, orégãos), especiarias (pimenta, açafrão), TAMARI (molho de soja sem glúten),  gomásio, Salicórnia
Fruta Fruta biológica , sem pesticidas e tóxicos e preferencialmente da época e proximidade.
Gelados Gelados caseiros elaborados de acordo com esta tabela de conversão.
Iogurtes iogurte magro (0%)  natural Bio. Iogurtes feitos por si com Kefir e leite do dia (origem bovina ou caprina). “iogurtes” ou pudins de bebidas vegetais
Leite condensado Leite condensado Vegan – *
fermento de padeiro levedura e pó Bio sem glúten ; bicarbonato de sódio. Deixar levedar no forno a 60ºc com porta entreaberta. Fermento sem glúten carteira 1 colher sopa por 500 gr farinha com bicarbonato e levedar 30 min
Maionese industrial Maionese caseira *
Massas brancas bem passadas Massas integrais de preferência cozinhadas al dente e opções sem glúten. Optar por  trigo sarraceno, arroz, quinoa ou aveia sem glúten
ketchup Molho tomate caseiro . *
Natas Natas de soja Bio. Natas de coco, amêndoa de aveia ou de arroz. Biomassa de banana
Ovos Ovos biológicos ricos em ómega 3.
Pão branco Pão caseiro feito com farinhas de oleaginosas. Pão de mistura de cereais 100% integral e sem gluten. Pão feito em casa com controlo do sal ( sal não refinado)
Glúten Para dar o efeito do glúten ( fofo) pode acrescentar às farinhas sem Glúten umas colheres de Psyllium ou um pouco de goma Xantana.
Pastas / massas pasta de quinoa, trigo-sarraceno, arroz integral ou arroz negro.
Peixes Preferir os mais pequenos e gordos , menos contaminados e com maior teor em ómegas. Evitar os de aquicultura e optar pelos de mar.
Produtos industrializados Produtos caseiros utilizando ingredientes Bio
Fritos, batatas fritas Utilizar o forno e não fritar.  Atenção : os produtos de compra com indicação que podem ser feitos no forno, normalmente vem pré fritos e por isso desaconselhados. Use os seguintes tuberculos: batata doce, patinasca, raiz de aipo, beterraba

Leave a comment

Clínicas Viver © 2019 All rights reserved

Boosted by BYD