O poder da Alcachofra

O poder da Alcachofra

A alcachofra é uma planta de origem europeia, mais propriamente da zona mediterrânea, podendo ser cultivada um pouco por todo o mundo. Tem excelentes propriedades nutritivas, sendo rica em vitaminas A, B e C, e em minerais como o cobre, enxofre, iodo, cálcio, ferro, fósforo, potássio, sódio, zinco e manganês. Para além disto, é também o vegetal com mais antioxidantes.
Um bom truque para saber se a alcachofra está madura e pronta a comer é segurando-a pelo talo e sacudir suavemente – se estiver flexível pode ser consumida de imediato.

A partir do momento em que as folhas estão abertas ou a parte interna apresentar uma cor acastanhada, já não é aconselhável o seu consumo.

Este vegetal é, talvez, mais conhecido quando se trata de emagrecimento. Na verdade, os seus nutrientes ajudam no bom funcionamento dos órgãos digestivos, o que permite uma melhor metabolização da gordura, evitando a sua acumulação.
Outra propriedade muito conhecida da alcachofra é a diurética. O funcionamento renal é estimulado, o que possibilita a eliminação da ureia, substâncias tóxicas e líquidos em excesso – o que vai ajudar a diminuir algum inchaço no corpo.
Atualmente começa também a ser muito procurada na prevenção do cancro.

Estudos recentes demonstram que a alcachofra induz a apoptose, ou seja, a morte celular, e reduz a proliferação de células cancerígenas principalmente em casos de cancro da próstata, mama e leucemia.
Devido à forte presença de antioxidantes neste vegetal, pode ser usado para apoiar tratamentos hepáticos, conseguindo até regenerar os tecidos do fígado. A cinarina, um dos componentes mais importantes da alcachofra, ajuda também na diminuição do colesterol. Para além disto, este vegetal apoia todo o sistema digestivo, desde estimulando a secreção gástrica, até promovendo a saciedade e regulando a função intestinal. Uma alcachofra, dependendo do seu tamanho, pode corresponder a até um quarto da ingestão diária recomendada de fibras – mais do que uma chávena de ameixas.

Contudo, existem algumas contraindicações. Antes de mais, é sempre recomendável consultar um profissional de nutrição. Indivíduos com obstrução biliar, propensos a alergias alimentares, e com historial de azia ou hiperacidez no estômago, devem evitar o consumo da alcachofra. Também as grávidas e lactantes a devem evitar, já que leva à redução láctea.

São diversas as formas de ingerir a alcachofra: cozida, grelhada, assada, ao vapor, como aperitivo, em saladas, massas e na forma de chá. Apesar de muitas vezes a parte mais apreciada e utilizada seja o coração, é nas folhas que estão presentes a maior parte das propriedades aqui descritas.

 

Receitas:

Salada de Alcachofra

– Ingredientes –

Para a salada:

Alcachofras cozidas e cortadas em quartos

Alface q.b.

Cebola roxa cortada em meia-lua q.b.

Tomates cherry q.b.

Pepino cortado as rodelas q.b.

Pimento amarelo e verde cortado as tiras q.b.

Queijo feta q.b.

Para o molho:

Azeite, limão, salsa, sal e pimenta moída na hora q.b.

 

– Modo de preparação –

Lave e prepare todas as verduras. Depois faça o molho vinagrete (basta misturar todos os ingredientes) e reserve.

Numa taça coloque as alcachofras, a cebola roxa, o tomate, pepino, queijo feta e os pimentos. De seguida, junte o molho vinagrete e envolva bem. Por fim acrescente a alface e misture tudo bem.

Decore com um pouco de salsa e queijo feta. E está pronto a servir.

 

Chá de Alcachofra

Preparação:

Uma colher de sobremesa (2g) de folhas de alcachofra;

150ml (uma chávena de chá) de água;

Ferva a água e desligue o lume. Adicione as folhas de alcachofra e deixe descansar por alguns minutos, até obter uma infusão. Pode adicional mel, se assim o desejar.

 

Alcachofras Grelhadas

Ingredientes:

2 alcachofras grandes

1 limão cortado em quatro

3/4 de chávena de chá de azeite

4 dentes de alho picados

1 colher de chá de sal

1/2 colher de chá de pimenta

 

Preparação:

Ponha uma panela com água e sal em lume alto.
Corte o talo das alcachofras junto à base e esfregue o limão para que não escureçam. Corte as pontas com uma faca, apare as extremidades das folhas com uma tesoura e corte as alcachofras ao meio. Lave bem.

Se for preparar as alcachofras com antecedência, coloque-as em um recipiente com água e limão.

Quando a água estiver a ferver, acrescente o sumo de limão e as alcachofras. Tape com um prato para que fiquem totalmente submersas. Cozinhe durante 25-30 minutos em lume baixo ou até que fiquem macias. Escorra bem.

Pré aqueça o grelhador. Num recipiente, esprema o restante do limão, acrescente o azeite, o alho, o sal e a pimenta. Misture bem. Pincele bem as alcachofras com o molho e coloque-as no grelhador.

Grelhe as alcachofras durante 5 a 10 minutos virando e pincelando com o molho várias vezes até que as pontas das folhas comecem a escurecer.

Sirva imediatamente.