Periodontologia

Periodontologia

As doenças periodontais são doenças que afetam os tecidos que envolvem e suportam os dentes, isto é, a gengiva, o osso alveolar e outras estruturas responsáveis por manter os dentes firmemente implantados nos maxilares.

As doenças periodontais dividem-se em dois grupos: as gengivites e as periodontites. Nas gengivites há uma inflamação com existência de hemorragia nas dent9gengivas. É uma situação que é facilmente tratada com recuperação total dos tecidos. Nas periodontites há uma destruição das estruturas mais profundas com reabsorção de osso, e, quando não tratadas, podem levar mesmo à perda dos dentes.

A causa mais frequente das doenças periodontais é a existência de bactérias que vivem na cavidade oral e quando não eliminadas devidamente pela escovagem se alojam na superfície dos dentes e no sulco gengival levando ao acumulo de placa bacteriana. Quando estas bactérias crescem e atingem um certo nível começam a formar bolsas entre os dentes e as gengivas desenvolvendo-se assim a periodontite. No entanto, esta doença também tem na maior parte dos casos uma forte componente hereditária que faz depender a gravidade destas lesões. Assim, uma vez que não é possível modificar a predisposição genética, a melhor forma de controlar a existência desta doença é através do controlo rigoroso da placa bacteriana bem como as visitas regulares ao seu médico dentista.

Além disso, as doenças periodontais estão fortemente relacionadas com outras doenças do organismo, como causa ou como consequência, o que torna a vigilância ainda mais importante. Por exemplo, a presença de tártaro é um grande fator de risco para as doenças cardiovasculares e a diabetes poderá contribuir para o aparecimento da doença periodontal.

 

As bactérias presentes nas doenças periodontais podem circular através da corrente sanguínea e estenderem-se a outros órgãos, desencadeando infecções ou o aparecimento de algumas doenças. Os estudos demonstram que existe uma relação entre a periodontite e algumas doenças do organismo, como causa ou como consequência, o que torna a vigilância ainda mais importante.

As situações mais frequentes são:
1) Doenças cardiovasculares
2) Diabetes
3) Partos prematuros

A associação da medicina dentária com a homeopatia tem demonstrado excelentes resultados no controlo desta patologia.

Clínicas Viver © 2019 All rights reserved

Boosted by BYD