Endodontia

ENDODONTIA (Desvitalizações)

A Endodontia (Desvitalizações) é o campo da Medicina Dentária que se preocupa com a polpa, o conjunto de vasos sanguíneos e nervos que existem no interior do dente e que se ocupam com a nutrição e a função sensitiva do dente.

São várias as as causas de patologia pulpar, como os traumatismos, dentes restaurados anteriormente, entre outros. No entanto é a dent6cárie dentária o principal fator etiológico.

Quando a cárie dentária atinge a porção mais interna do dente, a polpa, causa uma inflamação que se traduz inicialmente numa dor ao frio. Caso não seja
tratada atempadamente leva a um estado irreversível acompanhado de dor intensa e espontânea.

Perante esta situação clínica há a necessidade de realizar o tratamento de desvitalizações.dent7

Este tratamento de desvitalizações é realizado sob anestesia local, sendo por isso completamente indolor. O tratamento de desvitalizações, de uma forma simplista, consiste em “esvaziar ” o conteúdo pulpar, promover desinfeção e posterior selamento.

O tratamento de desvitalizações permite que o dente que perdeu a sua vitalidade, o dente “desvitalizado”, após a devida reconstrução, possa manter a sua função mecânica e estética por mais tempo. Evitam-se então soluções mais invasivas e dispendiosas como pontes fixas, implantes ou próteses removíveis.

Para o sucesso do tratamento de desvitalizações é muito importante que este seja efectuado por um médico dentista com prática exclusiva em endodontia. Este processo é delicado uma vez que, caso os canais radiculares não fiquem devidamente selados, o conteúdo bacteriano nunca é devidamente eliminado e o dente poderá vir a dar problemas no futuro. O insucesso do tratamento de desvitalizações pode resultar em focos silenciosos e persistentes de infecção colocando em risco a saúde do paciente.

Hoje em dia, graças a métodos inovadores e profissionais com bastante experiência, é possível efectuar um tratamento de desvitalizações sem risco para a saúde do paciente. Para isso, é indispensável a limpeza em profundidade e a obturação cuidadosa do canal radicular para que este fique livre de bactéricas, tecido necrótico e substâncias tóxicas.

A utilização do microscópio neste tipo de tratamentos é fundamental para conseguir otimizar a qualidade da limpeza dos canais e a resolução das complicações decorrentes de dentes antigos mal desvitalizados, permitindo assim garantir uma eliminação dos focos infeciosos silenciosos que podem prejudicar e ter um impacto importante na saúde geral do doente.

Saiba mais sobre esta especialidade nos artigos do blog:

A endodontia (desvitalização) de um dente é um tratamento doloroso ?
Quantas consultas são precisas para uma desvitalização ?

Clínicas Viver © 2019 All rights reserved

Boosted by BYD