Alergia ou Intolerância? Saiba a diferença

Alergias e intolerâncias a alimentos apesar de serem muitas vezes confundidas, são situações muito diferentes.

As diferenças prendem-se essencialmente com a forma, o tempo e as consequências com que se manifesta reações alérgicas ou de intolerância

5 Diferenças entre as alergias e intolerâncias

1 -Porque acontece?

A alergia é uma resposta do sistema imunitário, com produção de IgE a um alimento ou outro agente agressor como pólen, ácaros, pelo de animais. São produzidos anti-corpos específicos que induzem a produção de molécula responsável pelos sintomas. Por exemplo libertação de Histamina.

Na intolerância alimentar tem a ver com a inexistência, pouca quantidade ou inatividade de enzimas que metabolizam determinados alimentos. O ou os alimentos não são digeridos ou digeridos parcialmente. A reação deve-se ao alimento não digerido ou parcialmente digerido. É libertada uma IgG especifica para as proteínas não digeridas que acaba por “ atacar “ o nosso intestino. 

2- Quais os agentes responsáveis pelo desencadear das reações?

alergias_intolerancias

Os alimentos são responsáveis por 90 % das alergias. No entanto existem reações alérgicas a não alimentos como pólen, ácaros, pelo de animais etc. Alimentos responsáveis mais comuns são: a maça, pêssego, ameixa, tomate, Kiwi, marisco, amendoim, produtos lácteos origem animal como leite de vaca, queijos, ovos, frutos de casca rija, trigo, soja.

Os alimentos que podem provocar intolerância alimentar são muito variados, desde as situações mais graves como intolerância à proteína do leite, lactose, glúten até situações mais leves devidas à não digestão de alimentos como trigo, carnes vermelhas, frutos secos, aditivos, leite, bebidas alcoólicas

3- Quando ocorre?

As alergias são reações mediadas por uma IGE que se liberta entre 20 a 30 minutos após a ingestão do alimento ou contacto com agente alergénico. Existe uma reação causa / efeito clara sendo assim fácil de identificar o alérgeno.

Nas intolerâncias não existe uma causa / efeito clara pois a reação é lenta podendo manifestar-se até 30 horas após a ingestão do alimento. A reação inflamatória vai também agravando com o tempo e com a quantidade e periodicidade que ingerimos o alimento que nos provoca intolerância.

4- Como identificar os sintomas?

Uma reação alérgica tem sintomas típicos que são facilmente identificáveis, assim como o alimento uma vez que aparecem logo após a ingestão reações dérmicas , alergia oral, olhos ou pele. Alguns casos podem evoluir para reações mais severas como edemas da glote e em casos extremos choque anafilático que pode levar à morte.

Os sintomas de intolerância alimentar são completamente díspares e podem ocorrer várias horas após a ingestão por isso de difícil diagnóstico. Os sintomas podem ser locais, queixas abdominais com inchaço, gases, enfartamento, azia, obstipação ou diarreia, cólicas e desconforto. No entanto existem numerosas reações extra intestinais que são consequência de intolerância alimentar, como, dores de cabeça, problemas dérmicos, articulares, psicológicos, neurológicos, ansiedade, depressão, irritabilidade, fadiga, dores articulações, problemas respiratórios.

5- O que fazer?

Se for alérgico deve retirar o ou os alimentos da sua alimentação. Devera também consultar um profissional de saúde que o oriente no sentido de melhorar a sua resposta imunitária.

No caso das intolerâncias, deverá fazer um teste para saber o grau de intolerância e quais os alimentos a que é intolerante, atendendo a que normalmente é difícil identificar os alimentos. De acordo com a sua sensibilidade deve reduzir ou eliminar temporariamente a ingestão desses alimentos. Consulte um profissional de saúde que o ajude a avaliar o seu estado de saúde, melhor inflamação de baixo grau e função intestinal.

Clínicas Viver © 2019 All rights reserved

Boosted by BYD